top of page
  • Foto do escritorEPM

EPTC realiza blitz educativa com motociclistas


Ação foi realizada na avenida Osvaldo Aranha, bairro Bom Fim, em frente ao auditório Araújo Vianna. Imagem: Rafael Cabeleira/EPTC PMPA.


A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) realizou na manhã desta terça-feira, 22, blitz educativa com motociclistas. A ação faz parte do programa Motociclista Seguro e foi realizada na avenida Osvaldo Aranha, bairro Bom Fim, em frente ao auditório Araújo Vianna. Com o apoio da Guarda Municipal, os agentes de fiscalização da EPTC abordaram 50 motociclistas, com objetivo de orientar e educar, além de averiguar as condições dos veículos. A agente de trânsito Kátia Helena Pontes Ferreira ressalta a importância deste tipo de abordagem, pois além de conversar com o condutor, o estado da motocicleta é averiguado, assim como itens obrigatórios, como o capacete. “Encontramos uma motocicleta com o farol irregular. Orientamos para que seja feita a substituição da lâmpada por uma halógena, que é a permitida por lei”, exemplificou. Ricardo Alexandre Heitling, motociclista abordado, ficou surpreso de forma positiva com a ação. Disse ter ficado muito contente com uma abordagem voltada à educação, o que faz o motociclista ser mais consciente em suas decisões no trânsito. “Além da orientação educativa, os agentes de trânsito explicaram sobre o alto índice de atropelamento de idosos em nossa cidade. Achei muito positivo para conscientizar o motociclista em relação aos pedestres”, afirma. Para o diretor-presidente da EPTC, Paulo Ramires, a blitz educativa colabora para um trânsito seguro. “Além de incentivar o bom comportamento, a ação estimula o motorista a ter boas atitudes, auxilia a humanizar e aproxima o agente da população”, destaca. Em 2022, os acidentes com envolvimento de motocicletas representam aproximadamente 30 % das ocorrências. Além disso, os motociclistas são 57 % dos feridos e 50 % das vítimas fatais. As blitze educativas ocorrem rotineiramente durante todos os meses do ano, tanto de motocicletas, como de automóveis, para coibir excessos, prevenir acidentes e garantir a segurança viária nas ruas de Porto Alegre. Saiba mais: Primeiro bimestre registra redução de 20% nas mortes no trânsito em relação ao ano passado

 

Texto: Rafael Cabeleira Edição: Gilmar Martins




67 visualizações0 comentário
bottom of page