top of page
  • Foto do escritorEPM

Prefeitura realiza atividade em comemoração ao mês do idoso

Secretaria de Mobilidade Urbana promoveu atividades físicas para a terceira idade em frente ao Paço



A Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SMMU) e da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) realizou, na tarde desta quarta-feira, 20, a ação Movimente-se, como parte da programação do Mês do Idoso. A atividade, sob a orientação de profissionais do Conselho Regional de Educação Física (CREF2/RS), tem como objetivo alertar a população sobre a importância do idoso, assim como da realização de exercícios físicos e alongamentos na terceira idade.

Durante a tarde, representantes dos grupos Longevidade Viva Vida, Calebe e o Lions Clube Bento Gonçalves realizaram atividade física e alongamento na praça Montevidéu, junto à Fonte Talavera, recentemente revitalizada, em frente ao Paço Municipal.

Segundo o secretário-adjunto da SMMU, Matheus Ayres, a atividade física é muito importante para os idosos. “Qualquer exercício, mesmo realizado em casa, nos traz a sensação de bem-estar. Para os idosos não é diferente. É muito importante que eles realizem alguma atividade, principalmente para fortalecer os músculos e, assim, evitar quedas em casa ou na rua”, explicou Matheus.

Mês do idoso - Outubro é conhecido como mês do idoso porque no dia 1º deste mês comemora-se o Dia Internacional do Idoso. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas e tem como objetivo sensibilizar e fomentar a sociedade para as questões do envelhecimento e os cuidados que precisa ter.

Envelhecimento - Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informam que até 2055 o Brasil terá mais pessoas acima dos 60 anos do que até 29 anos. O Rio Grande do Sul é o estado com o maior número de idosos. Porto Alegre possui 15% de sua população acima dos 60 anos. A população está envelhecendo por várias razões positivas como o constante avanço da medicina, aumento de renda, escolaridade e proporção de domicílios com saneamento adequado.


 

Texto: Julianna Uzejka

Edição: Gilmar Martins

82 visualizações0 comentário
bottom of page