top of page
  • Foto do escritorEPM

Prefeitura intensifica ações para reduzir furtos de cabos em semáforos, terminais e iluminação


Os furtos de fios em semáforos, paradas de ônibus e na rede de iluminação pública têm aumentado na cidade. Além do prejuízo financeiro, estes crimes podem causar riscos a quem pratica e ao cidadão que circula pelas ruas. Para reduzir os danos, a prefeitura está intensificando as rondas nos locais de maior ocorrências e investindo em redes subterrâneas. Em relação ao mobiliário de trânsito, de janeiro a março deste ano, foram 61 casos, o que representa mais da metade das ocorrências de todo o ano passado, quando foram 105 ocorrências.

Crimes causam prejuízos financeiros e riscos à população. Imagem: Cesar Lopes / PMPA

Na madrugada desta quarta-feira, 6, foi registrado o roubo de fios da rede elétrica do terminal de ônibus Mendes Ribeiro, localizado entre as avenidas Carlos Gomes e Protásio Alves. O suspeito foi preso, em flagrante, pela Guarda Municipal.


“Diuturnamente, nossas guarnições estão patrulhando e monitorando diferentes pontos da Capital. Estamos atentos e agindo de forma integrada com os demais órgãos de segurança para reduzirmos o furto de fios e cabos na cidade”, afirma o comandante da Guarda Municipal, Marcelo do Nascimento.

Prejuízos - Os transtornos ocasionados em relação ao furto em terminais e demais instrumentos de sinalização vão desde conflitos no trânsito, com o risco de engarrafamentos, acidentes e atropelamentos, até o de choques elétricos. “Todo o circuito de cabos possui dispositivo de proteção, porém, dependendo do local, estes dispositivos ficam fora de ação, gerando um grande risco à população. Além disso, ocorre o retrabalho das nossas equipes que são direcionadas para tais situações, postergando os atendimentos de rotina, importantes para a mobilidade urbana”, salienta o secretário municipal adjunto de Mobilidade Urbana, Matheus Ayres.

Iluminação: Na iluminação os pontos que mais sofrem vandalismo são os parques e o Túnel da Conceição. Para dificultar a ação dos criminosos, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Smsurb) está investindo em redes subterrâneas, como ocorreu no Parque Marinha. A revitalização da iluminação do parque é feita pela concessionária IPSUL e iniciou em agosto de 2021. Além do restabelecimento das redes, já foram recuperados, em função do vandalismo, 22 postes de 4 metros, 43 postes de 6 metros, 25 postes de 8 metros, 10 postes de 10 metros, 2 postes de 12 metros, 77 luminárias de 37W e 113 luminárias de 30W. A segunda fase da recuperação do Parque Marinha inicia na segunda quinzena de abril.

Além das luminárias e instalações novas, a área recebeu o piloto de um sistema de telegestão, que viabiliza o monitoramento 24 horas pelas equipes da concessionária. O sistema permite ligar e desligar uma luminária e sinaliza eventuais problemas no ponto, incluindo furto de cabos. “Os prejuízos relacionados ao vandalismo e furto de cabos vão muito além da questão financeira. Quando as equipes técnicas precisam atuar repetidas vezes em um mesmo ponto que foi destruído, o tempo de trabalho é muito maior. Quem mais perde com isso é a população porque os espaços públicos mal iluminados ou vandalizados se transformam em locais de risco”, afirma o secretário municipal de Serviços Urbanos de Porto Alegre, Marcos Felipi.

Como denunciar: Para combater estes crimes, a Guarda Municipal vem intensificando as patrulhas em pontos estratégicos da Capital, mas o papel do cidadão é fundamental nesse processo. "Reforçamos a importância da população em acionar os canais 153 e 156 para encaminhar denúncias de furtos e roubos para atuarmos de forma mais ágil e rápida”, completa o secretário municipal de Segurança, coronel Mário Ikeda.


 

Texto: Aline Rimolo e Lucas Rivas

Edição: Lissandra Mendonça

6 visualizações0 comentário

Kommentarer

Betygsatt till 0 av 5 stjärnor.
Inga omdömen ännu

Lägg till ett betyg
bottom of page