top of page
  • Foto do escritorEPM

Prefeitura inicia em julho reuniões sobre a rede cicloviária


Malha cicloviária passará por revisão

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SMMU) realiza, a partir de julho, reuniões para tratar da revisão, expansão da rede cicloviária e uso da bicicleta como meio de transporte. Os encontros serão feitos com o Legislativo, entidades ligadas ao comércio, ensino e saúde, cicloativistas e conselhos municipais. A primeira discussão será no dia 5 de julho, às 10h, na Comissão de Urbanização, Transportes e Habitação (Cuthab) da Câmara Municipal.

Em setembro, haverá um grande seminário para apresentar as contribuições recebidas e a proposta de expansão. O material irá balizar a contratação da empresa que fará a revisão formal do Plano Diretor do Plano Cicloviário (PDCI).

“Na mobilidade urbana, pensamos a cidade para todos os modais e as bicicletas são peças fundamentais nesse processo. Temos observado que as pessoas estão usando mais esse modal, inclusive para deslocamentos para o trabalho. Nossa ideia é promover a conexão do maior número de redes e melhorar a infraestrutura”, destaca o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Adão de Castro Júnior.

70 quilômetros - Atualmente, Porto Alegre tem 70 quilômetros de malha cicloviária, sendo 57,59 quilêmetros de ciclovia, 9,35 de ciclofaixa e 3,05 quilômetros de rede compartilhada. O projeto é que essa ampliação ultrapasse os 100 quilômetros até 2024. De janeiro de 2021 até maio deste ano foram implementados 11,27 quilômetros. O investimento foi de aproximadamente R$ 4 milhões.

“Nossa equipe mapeou as regiões prioritárias e a tipologia cicloviária que se encaixa em cada uma. Queremos discutir com a comunidade para aprimorar nosso planejamento", afirma a diretora de Mobilidade Urbana, Carla Meinecke. Ela explica que a previsão é de investimentos em três financiamentos: consolidação de redes locais, conexão entre elas e pólos de interesse, como terminais, escolas e universidades. Inclui também a implantação de bicicletários em diversos terminais, favorecendo a integração modal.

 

Texto: Aline Rimolo

Edição: Lissandra Mendonça




34 visualizações0 comentário
bottom of page