top of page
  • Foto do escritorEPM

EPTC prepara campanha de conscientização para ciclistas em Porto Alegre

EPTC realizou mais uma ação com ciclistas no Pontal do Estaleiro | Foto: Guilherme Almeida

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) prepara uma campanha direcionada aos ciclistas em Porto Alegre. “Vamos lançar uma campanha bem legal”, previu o coordenador de educação da Escola Pública de Mobilidade da EPTC, Diego Marques. “Isso vai fazer com que a cidade enxergue o ciclista”, frisou. A expectativa é de que a ação de conscientização e educação esteja pronta até o verão.


Diego Marques destacou que as campanhas da EPTC voltadas aos ciclistas trabalham com a lógica da visibilidade nas ruas. “É fundamental: quanto melhor ser visto o ciclista, menor é o risco dele”, resumiu. Ele ressaltou o uso dos equipamentos de segurança como retrovisor e capacete, mas considerou outro item como muito importante. “A roupa é fundamental”, avaliou.


Neste sábado, a EPTC realizou mais uma ação com ciclistas no Pontal do Estaleiro, perto da Fundação Iberê Camargo, devido à preocupação com o aumento crescente do fluxo de pedestres, bicicletas e veículos na área. Além da inauguração de um trecho novo do Pontal do Estaleiro, a abertura de uma loja e futuramente das demais em um shopping deve aumentar a circulação no local. “Estamos fazendo um trabalho preventivo com a população”, resumiu. A ação começou em junho deste ano, sempre aos sábados.


Conforme Diego Marques, a blitz educativa deste sábado resultará inclusive na elaboração de um relatório, pois ela teve como objetivo “conversar e dialogar com a população, ouvir o que acharam das mudanças, o que deve ser colocado para garantir mais segurança”.


O coordenador de educação lembrou inclusive que já aconteceram “algumas melhorias no local ali, como placas de sinalização vertical e repintura”. Ele disse que a ideia é antecipar-se ao aparecimento eventual de problemas e acidentes naquela região, como o ingresso de veículo no empreendimento comercial.


Neste sentido, frisou, quem pedala também tem uma parcela de responsabilidade. “A responsabilidade do ciclista é apontada por nós. O ciclista não pode isentar-se da responsabilidade”, enfatizou, acrescentando ainda que existe igualmente um “conflito” com os pedestres invadindo a ciclovia ao invés de utilizarem a calçada ao lado.


Sobre a Escola Pública de Mobilidade da EPTC, Diego Marques afirmou que o objetivo dela é a diminuição de sinistros de trânsito e de fatalidade. Além das campanhas permanentes, uma outra atividade é promover a capacitação de professores municipais para que se tornem multiplicadores de educação do trânsito.

 


91 visualizações0 comentário
bottom of page