top of page
  • Foto do escritorEPM

Centenas de idosos participam da 1ª Caminhada Segura na Orla do Guaíba


Caminhada faz parte das ações do Maio Amarelo, movimento de conscientização para reduzir as vítimas do trânsito. Foto: Gustavo Roth / EPTC / PMPA

Na manhã ensolarada deste sábado, 20, centenas de idosos participaram da primeira edição da Caminhada Segura EPTC, no Trecho 3 da Orla do Guaíba. A atividade faz parte do Projeto Idoso, da Escola Pública de Mobilidade, e reuniu diversos grupos da melhor idade para reforçar a importância da atividade física realizada de maneira segura.

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Smmu), por meio da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), tem realizado diversas iniciativas em alusão ao Maio Amarelo, movimento internacional de conscientização para a redução de mortes no trânsito, que celebra 10 anos em 2023. O secretário Adão de Castro Júnior comemorou o engajamento do público alvo na atividade. “É muito gratificante ver a participação da população neste dia maravilhoso para caminhar com a gente e alertar sobre os cuidados que devemos ter todos os dias em nossos deslocamentos”, destaca.

“Através destas ações queremos valorizar este importante público da nossa sociedade e destacar a necessidade da percepção do risco e o autocuidado no trânsito, tanto para os pedestres, ciclistas ou condutores”, reforça o diretor-presidente da EPTC, Paulo Ramires.

Com base nos dados do Programa Vida no Trânsito (PVT), que identificou a população idosa como uma das principais vítimas no trânsito de Porto Alegre, principalmente na condição de pedestre, a Prefeitura de Porto Alegre estabeleceu como prioridade a segurança desse público.

Para incidir efetivamente na mudança de cenário, foi criado em 2016 o Projeto Pedestre Idoso.

Durante a caminhada, em percursos de um e dois quilômetros, o agente de trânsito e líder do projeto, Daniel Hilário, passou aos participantes orientações básicas mas fundamentais para evitar riscos, como olhar sempre para os dois lados ao atravessar a via em local seguro, procurar as travessias de pedestres e evitar caminhar junto ao meio-fio da calçada. “É importante manter a atenção na prática da mobilidade ativa e lembrar da responsabilidade e cooperação de todos para a maior segurança viária. Assim podemos, a partir de um deslocamento com menor risco, proporcionar qualidade de vida ao público idoso”, destaca o agente Daniel.

A atividade contou com o apoio e participação da Secretaria Municipal de Saúde e do Gabinete da Primeira Dama do Município, além dos grupos da terceira idade do Lions International, Viva a Vida - Grupo Hospitalar Conceição, Associação Nacional de Aposentados e Pensionistas da Previdência Social, ComViver - Centro de Saúde Modelo, Sesc Maturidade Ativa - Serviço Social do Comércio do Rio Grande do Sul, Academia da Inteligência Coletiva Construtivista, Memória Sim - Estimulação Cognitiva e as Divas da Alegria.


Ao longo do ano, a EPTC vai realizar o projeto Caminhada Segura nos bairros, junto com grupos de idosos das diversas regiões da cidade. Interessados em participar devem entrar em contato através do e-mail educa@eptc.prefpoa.com.br.

Pedestre Idoso - O projeto tem como objetivo reunir diferentes setores da sociedade para promover uma nova compreensão sobre a mobilidade do idoso na cidade e, a partir disso, planejar e executar ações para mudar o quadro de lesões e mortes no trânsito.

Vida no Trânsito - Porto Alegre integra o programa Vida no Trânsito, coordenado pelo Ministério da Saúde, e desde 2012 faz a análise de todos os sinistros de trânsito com vítimas fatais, com o objetivo de identificar os fatores e condutas de risco que resultaram em ocorrências com mortes. As causas de sinistros de trânsito decorrem, na sua maioria, de ações comportamentais dos usuários das vias. A partir da identificação desses fatores, utilizados como subsídio para as áreas de educação, planejamento e fiscalização, a EPTC realiza suas ações direcionadas para a prevenção de novas ocorrências e a redução do número de vítimas no trânsito.

Movimento - O Maio Amarelo é um movimento internacional que foi criado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária em 2014 e está completando neste ano a décima edição. O tema deste ano é No trânsito, escolha a vida. É realizado em parceria com o Ministério dos Transportes, por meio da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), a Confederação Nacional do Transporte (CNT) e o Sistema Sest/Senat, com apoio do Governo Federal, além de envolver todos os órgãos de trânsito federais, estaduais e municipais. A proposta do movimento enfatiza a importância da conscientização e da sensibilização da população quanto a um trânsito mais seguro e, consequentemente, na redução do índice de acidentalidade e óbitos em todo o mundo. O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil ao colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade.

 
Texto: Gustavo Roth
Edição: Andrea Brasil
bottom of page