top of page
  • Foto do escritorEPM

Ação integrada busca reduzir furto de fios em sinaleiras da Capital


Áreas de maior ocorrências foram mapeadas. Foto: Lucas Barroso/Arquivo PMPA

Após mapear as áreas mais atingidas, a prefeitura espera reduzir os furtos de cabos e fios de cobre em sinaleiras e paradas de ônibus. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SMMU) e a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) têm o registro de 90 locais com danos ao patrimônio em razão do furto de semáforos e estações de janeiro a junho deste ano. Além do aumento da fiscalização pela Guarda Municipal, as equipes da SMMU e EPTC também estão intensificando os trabalhos para garantir a normalidade e a manutenção do serviço à população. A maioria dos ataques na mobilidade ocorre em pontos do 4º Distrito e Terceira Perimetral. Foram danificados 124 equipamentos, entre 36 estações de ônibus e 54 sinaleiras, com danos na iluminação do mobiliário e semáforos.

O custo para repor o material furtado, desde o início do ano, chega a R$ 69,4 mil. “Essas ocorrências prejudicam alguns atendimentos de rotina, manutenção preventiva e implantação de novos projetos. Nossas equipes têm feito todos os esforços para uma reposição rápida do material furtado, com o objetivo de dar segurança aos usuários que usam o transporte coletivo à noite, e também dos semáforos para evitar problemas de fluidez nas vias e riscos de acidentes devido às sinaleiras desligadas”, afirma o secretário adjunto da Mobilidade Urbana, Matheus Ayres. Segurança – Para reforçar o enfrentamento à criminalidade e os prejuízos contabilizados pelo poder público, a Secretaria Municipal de Segurança passou a integrar de forma permanente de uma força-tarefa com as forças policiais do Estado para combater os crimes de receptação e furto de materiais, que acabam sendo revendidos em ferros-velhos da cidade. Desde o fim de abril, diversas operações já foram realizadas em diferentes áreas da Capital, resultando em uma série de prisões. Além disso, ferros-velhos já foram autuados, interditados e desativados. “Além de atuarmos em parceria com as forças policiais, também ampliamos as ações de combate a estes crimes na cidade”, afirmou o secretário municipal de Segurança, coronel Mário Ikeda. Denúncia - Pelas redes sociais, a prefeitura reforça pedido para que população auxilie com denúncias pelos telefones 153 e 156. A ligação é anônima.

 

Texto: Rafael Cabeleira e Lucas Rivas

Edição: Lissandra Mendonça




44 visualizações0 comentário
bottom of page