top of page
  • Foto do escritorEPM

Área Azul terá novos serviços a partir do dia 20 de outubro


Valores praticados passam a ser R$ 2, no período de 30 minutos, e R$ 4 a hora. Foto: Cristine Rochol/PMPA

No dia 20 de outubro começam a funcionar os novos serviços e valores da Área Azul. Os usuários do estacionamento rotativo terão mais formas de pagamento, novas áreas e integração com a segurança pública. Além disso, os valores praticados passarão a ser R$ 2, no período de 30 minutos, e R$ 4 a hora. Parte do valor arrecadado será revertido para o transporte público, contribuindo para a modicidade tarifária. As alterações foram anunciadas pela Secretaria de Mobilidade Urbana e Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) em 14 de setembro.

Uma das novidades, caso o usuário esqueça de emitir seu tíquete nos parquímetros ou via internet, é o Aviso de Irregularidade. Pelos aplicativos Sigapay e Digipare ou na sede da empresa, será possível regularizar a situação efetuando o pagamento de R$ 32 em até dois dias úteis. Passado esse período, será caracterizada infração de trânsito.

“A ampliação de oportunidades para a regularização de pagamento visa a dar mais facilidade ao motorista que utiliza a Área Azul. Além das formas de pagamento, estamos também investindo na segurança ao fazer a integração do sistema de leitura de placas com a segurança pública, que fará a transmissão de dados e imagens dos veículos em tempo real”, destaca o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Adão de Castro Júnior.

Novas áreas - O projeto que entra em vigor terá uma área específica para motos, atendendo uma demanda da própria categoria. A tarifa para o uso dessas vagas terá isenção de 30 minutos. Após esse tempo, a cobrança será de 50% do valor da tarifa. Além das motos, haverá áreas exclusivas para carga e descarga com período de isenção de meia hora.

Pagamento - Estão sendo adicionadas às formas de pagamento existentes o pagamento por débito automático, PIX, pelo cartão pré-pago ou pelo aplicativo da Zona Azul Brasil. O Sigapay passa a ser o aplicativo oficial de Porto Alegre. Com o começo da operação do novo aplicativo, que é próprio da Zona Azul Brasil, concessionária que opera o sistema na Capital, o Digipare deixará de operar a partir de 31 de dezembro de 2022. Até lá, os créditos existentes poderão ser usados normalmente pelos usuários.

Segurança - O sistema OCR (leitor automático de placas) integrado irá permitir a transmissão de dados e imagens em tempo real dos veículos. Mediante esse sistema, será possível integrar a Área Azul ao cercamento eletrônico da cidade. Todos os veículos monitorados serão consultados em tempo real no banco de dados de veículos furtados/roubados com a emissão de alertas no Centro Integrado (Ceic) e no Departamento de Comando da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Subsídio para o transporte - Parte do valor arrecadado com a Área Azul será destinado ao transporte coletivo. A cada hora de estacionamento rotativo, incluindo a outorga (37,32% da receita bruta obtida pela concessionária), será destinado ao transporte público entre R$ 1,49 e R$ 2,03. A expectativa é que entre os meses de novembro e dezembro de 2022, R$ 3,3 milhões sejam destinados para o transporte coletivo.

 

Texto: Aline Rimolo

Edição: Andrea Brasil


91 visualizações1 comentário
bottom of page